sexta-feira, janeiro 18, 2008

Àrvores "estranhas"

Um ano depois, volto a postar.......\o/ \o/
Agora com um tema ligeiramente diferente, recebi um "pps" com umas àrvores conduzidas de forma muito estranha (com o qual não concordo de todo, como sabem os que me conhecem....), mas vou postar nos próximos tempos essas imagens.
Como não consigo identificar todas as àrvores, agradeço a que as conhecer que as identifique.

Obrigado.


Estas são fáceis......Um Plátano conduzido "tipo Ficus Benjamina de interior".....completamente ridiculo.....



Mais plátanos ridiculos.............santa paciência.....

7 comentários:

João Miguel C. G. Vaz disse...

Ainda bem que voltou. Parabéns pelo blogue.
Gostaria ainde contacta-lo via e-mail. Será possível ?
Obrigado.
João Vaz
Figueira da Foz

tavares disse...

Sou engenheiro agrônomo e moro em Fortaleza, Estado do Ceará, Brasil. Aqui temos um problema muito sério de podas de árvores as quais são realizadas sem nenhum critério técnico. A prefeitura através de firmas terceirizadas está arrasando sistematicamente a arborização da cidade. A filosofia de trabalho da prefeitura é a mais primitiva possível. Diariamente, galhos gigantescos de árvores centenárias são podados deixando grandes lesões que não permitem o processo de compartimentalização. Nessas lesões se instalam cupins e fungos. Aqui a árvore sempre atrapalha. Até mesmo quando não existe nenhum conflito as podas são realizadas. O estado fitossanitário das arborização é péssimo. Cheguei à conclusão que o principal vilão das podas drásticas mutiladoras é a falta de compatibilização entre os projetos de iluminação pública e a arborização. É um paradoxo que em uma cidade tão quente as árvores serem tão desprezadas. Nos pontos de ônibus vemos as pessoas tentarem se abrigar na sombra dos postes. O problema ambiental é gigantesco. Eu acho que o grau de percepção desse problema aquí é mínimo. A grande maioria dos moradores desaprova os cortes de árvores, mas acha que as podas são benéficas para as árvores. Pensam que é um "corte de cabelo". Essa ignorância absoluta está comprometendo cada vez mais a cobertura vegetal do município. É um tipo de problema filosófico.
Recentemente a prefeitura se vangloriou de ter tombado 45 árvores da cidade, que seriam imunes ao corte. Acho que essa medida reflete bem o nível do pensamento desses "técnicos". Para mim essa medida equivaleria a proteger 45 pessoas na cidade e deixar o restante sujeito a todo tipo de agressão. Para mim toda árvore deveria ser tratada com o devido respeito.

Ana Anselmo disse...

Encontrei por acaso este blog e desde já quero dar-lhe os parabéns!!! Também eu e o meu marido ficamos siderados como se faz a poda das árvores ornamentais, neste pais. Vivo no Prior Velho e todos os anos vejo as pobres árvores a serem completamente decepadas. Perante isto, mandei uma mensagem ao nosso presidente da Junta da freguesia, através do respectivo fórum, indicando mesmo um livro sobre o assunto do arq. Ribeiro Telles...e a resposta foi, "não é nada com a Junta, a poda é da responsabilidade da Câmara (Loures). Com toda a franqueza penso que a única maneira de mudar esta "cultura" será mesmo através de acções de formação e de esclarecimento passando pelas televisões.
Ana Anselmo (bióloga, doutorada em Biologia Tecnológica )

Sandra Fonseca disse...

Parabéns pelo blog. Craitivo, desde do nome. Adorei, em especial, pois tenho paixão por árvores.Tenho o hábito singular de me abraçar a elas.
Um abraço de árvore!

PS: Este blog é super necessário!!!

Ambiente do TIC disse...

Que Lindo, Adorei este Blog. eu sou Caboverdeano, formei em Cuba, tecnico Agronomo, e neste momento trabalho muito com espaços verdes e Jardinagem. entrei neste blog atraves da pesquisa no google sobre as podas, porque eu adoro esta arte. Considero isso uma arte, porque nem todos tem a sencibilização e comportamento perante uma planta ou arvore. estive em canarias isso é uma maravilha de ver. Neste blog ja posso ver também que ainda existe dons para melhor é claro, mas também maldades, feitas por gentes sem nenhum amor, rediculo cortar uma arvore, que pena...
vou voltar sempre e mais uma vez PARABENS, conta conmigo
Assino:
Ibraltino Delgado

cect iphone disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Marcello disse...

Olá pessoal, quero deixar a minha contribuição: um texto técnico sobre a poda de árvores urbanas. Assisti a uma palestra com esse professor (infelizmente falecido no ano passado)no X Congresso de Arborização Urbana acontecido em Maringá em 2007. Boa leitura! http://www.ipef.br/publicacoes/curso_arborizacao_urbana/cap07.pdf